Blog

Pesquisar
Close this search box.

Sistema ERP: O que é e como funciona

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo

Sumário

Você já ouviu falar em sistema ERP? Se você está buscando maneiras de otimizar a gestão do seu negócio, essa sigla pode ser de extrema importância para você. Muitos gestores desconhecem o sistema ERP, mas é crucial entender suas funcionalidades e benefícios. 

A integração que ele oferece melhora a eficácia e comunicação entre setores, enquanto a tecnologia permite análise de dados para decisões mais precisas, visando o crescimento e rentabilidade da empresa. Neste post, vamos desvendar o que é um sistema ERP e como ele funciona, de forma simples e direta. Continue lendo e confira!

O que é um sistema ERP?

ERP é a sigla para Enterprise Resource Planning, que em português significa Planejamento dos Recursos da Empresa. Trata-se de uma plataforma de software que integra todos os processos e departamentos de uma empresa em um único sistema. Isso inclui áreas como finanças, recursos humanos, vendas, compras, estoque, produção e muito mais.

O principal objetivo de um sistema ERP é facilitar a gestão empresarial, tornando-a mais eficiente e permitindo que os gestores tomem decisões embasadas em dados precisos. Em vez de utilizar diversos sistemas isolados para diferentes funções, o ERP centraliza todas as informações em um único banco de dados, proporcionando uma visão completa e atualizada de todos os aspectos do negócio.

A evolução do ERP

Os sistemas de ERP têm evoluído ao longo dos anos. Inicialmente, eram sistemas complexos e caros, acessíveis apenas a grandes empresas. No entanto, com o avanço da tecnologia, os ERP estão se tornando mais acessíveis e adaptáveis a empresas de todos os tamanhos.

ERP na Nuvem

Uma das maiores tendências na evolução do ERP é a migração para a nuvem. Isso significa que o software de ERP é hospedado em servidores remotos e acessado via internet. Isso elimina a necessidade de investir em infraestrutura de TI cara e permite que as empresas acessem o sistema de qualquer lugar.

Inteligência artificial e análise de dados

A inteligência artificial (IA) está sendo incorporada aos sistemas de ERP para oferecer recursos avançados de análise de dados. Isso permite que as empresas identifiquem tendências, prevejam demandas futuras e tomem decisões mais precisas.

Mobilidade

Com a crescente dependência de dispositivos móveis, os sistemas de ERP estão se tornando mais móveis. Os aplicativos móveis permitem que os gestores acessem informações críticas em qualquer lugar, a qualquer momento.

Como funciona um sistema ERP?

A forma como um sistema de ERP funciona é integrando e unificando todos os aspectos das operações de uma empresa em um único sistema centralizado.

Em primeiro lugar, o ERP reúne informações de todos os departamentos da organização, como finanças, recursos humanos, vendas, compras, estoque, produção e muito mais. Esses dados são armazenados em um banco de dados central, permitindo que todos os setores tenham acesso a informações atualizadas em tempo real.

Uma das características mais cruciais do sistema ERP é a automação de processos. Ele substitui tarefas manuais repetitivas por processos automatizados, o que ajuda a reduzir erros e aumentar a eficiência operacional. Por exemplo, quando um pedido de venda é registrado no sistema, ele desencadeia automaticamente uma série de ações, como a atualização do estoque, a geração de faturas e a programação da produção.

Além disso, um sistema de ERP oferece funcionalidades de relatórios e análises avançadas. Isso permite que os gestores tenham uma visão completa e detalhada das operações da empresa. Eles podem acessar relatórios financeiros, analisar o desempenho de vendas, monitorar o estoque e muito mais. Essa análise de dados em tempo real é essencial para tomar decisões estratégicas bem embasadas.

Quais os benefícios de utilizar um ERP?

Agora que sabemos o que é um sistema ERP, vamos entender melhor como pode beneficiar sua empresa.

Integração de processos

Um dos principais princípios de um ERP é a integração de processos. Isso significa que todas as informações de diferentes áreas da empresa estão conectadas em tempo real. Por exemplo, quando um pedido de venda é feito, o sistema ERP atualiza automaticamente o estoque, a contabilidade registra a receita e o setor de produção é informado para atender ao pedido.

Automatização de tarefas

Com um sistema ERP, muitas tarefas manuais e repetitivas podem ser automatizadas. Isso economiza tempo e reduz erros. Por exemplo, a geração de relatórios financeiros mensais pode ser feita de forma automática, economizando horas de trabalho manual.

Tomada de decisão embasada em dados

O ERP fornece relatórios detalhados e análises de dados em tempo real. Isso ajuda os gestores a tomar decisões informadas. Por exemplo, eles podem analisar as tendências de vendas, os custos de produção e a margem de lucro em tempo real e ajustar suas estratégias de negócios com base nessas informações.

Acesso remoto 

Com os avanços tecnológicos, muitos sistemas ERP oferecem acesso remoto via dispositivos móveis. Isso permite que os gestores acessem informações cruciais mesmo quando estão fora do escritório, tornando a gestão mais flexível.

Personalização

Cada empresa é única, e um bom sistema ERP pode ser personalizado para atender às necessidades específicas de cada negócio. Isso significa que você pode adaptar o sistema às suas operações e processos exclusivos.

Segurança dos dados

A segurança dos dados é uma preocupação fundamental em qualquer empresa. Um sistema ERP geralmente inclui recursos de segurança avançados para proteger informações sensíveis, como dados financeiros e informações de clientes.

Implementando um Sistema ERP

A implementação de um sistema de ERP não é uma tarefa simples, mas pode ser uma das decisões mais estratégicas que uma empresa toma. Aqui estão algumas etapas-chave para a implementação bem-sucedida:

1. Avaliação de necessidades

Antes de escolher um sistema de ERP, é importante entender as necessidades específicas da sua empresa. O que você espera alcançar com a implementação do ERP? Quais são os processos críticos que o sistema deve suportar?

2. Escolha do fornecedor

Pesquise e avalie diferentes fornecedores de ERP. Considere fatores como custo, funcionalidade, escalabilidade e suporte ao cliente. É importante escolher um fornecedor que atenda às necessidades da sua empresa.

3. Treinamento da equipe

Uma parte fundamental da implementação do ERP é o treinamento da equipe. Garanta que todos os funcionários que usarão o sistema estejam devidamente treinados para maximizar sua eficácia.

4. Teste e ajustes

Antes de lançar o sistema para toda a empresa, realize testes extensivos. Identifique e corrija quaisquer problemas ou ajustes necessários.

5. Lançamento gradual

Em vez de implementar o ERP em toda a empresa de uma só vez, considere um lançamento gradual por departamento. Isso permite que você resolva problemas à medida que surgem e minimize interrupções.

6. Monitoramento e melhoria contínua

Após a implementação, é crucial monitorar o desempenho do sistema e coletar feedback dos usuários. Isso permitirá que você faça melhorias contínuas e otimize o uso do ERP.

A integração de um sistema de ERP desempenha um papel fundamental, unificando todas as operações e fornecendo dados em tempo real. Em um ambiente empresarial dinâmico, os métodos ágeis se destacam como uma abordagem inovadora, mas sua eficácia depende de uma gestão sólida.  

A combinação de métodos ágeis e ERP permite às empresas desenvolver processos aprimorados e inovadores, e para explorar essa sinergia, convidamos você a baixar nosso e-book exclusivo, que explora como alinhar a agilidade dos métodos ágeis com a eficiência do ERP para impulsionar o sucesso empresarial. Baixe aqui!

Compartilhe

Sobre o autor

Ana Débora

Ana Débora

Graduada em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, especialista em Gestão de Pessoas e Marketing. Atua na Unidade de Soluções e Relacionamento e é gestora das Mídias Sociais do Sebrae/RN.

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.