Blog

Pesquisar
Close this search box.

Quais são as vantagens e desvantagens da Agricultura Familiar?

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo

Sumário

A agricultura familiar é um importante setor da economia brasileira, fundamental para a produção dos alimentos que chegam às nossas mesas. Além disso, é um setor com grande força na geração de empregos e na preservação do meio ambiente, especialmente em áreas rurais e semi áridas do país. 

Segundo os dados mais recentes do setor, divulgados pelo Censo Agropecuário de 2017, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem cerca de 4,4 milhões de estabelecimentos rurais no Brasil, dos quais cerca de 2,7 milhões são de agricultura familiar. Esses estabelecimentos rurais produzem cerca de 70% dos alimentos consumidos no país, o que, não apenas reforça o papel-chave da agricultura familiar para a segurança alimentar da população como também nos abre os olhos para a realidade nacional. 

Em 2022, a Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag) divulgou que a agricultura familiar é responsável por mais de 50% da produção de leite, milho, feijão, mandioca e aves no país. Já dados de 2021 divulgados pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) apontam a agricultura familiar como responsável por mais de 90% da produção de hortaliças no país.

Além disso, o censo do IBGE ainda destaca que a maior presença da agricultura familiar ainda se concentra nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. Representando mais de 80% dos estabelecimentos agropecuários, resultado de uma combinação de fatores, especialmente quando falamos sobre clima e recursos naturais que nos favorecem. Em muitas áreas dessas regiões, é possível cultivar uma grande variedade de produtos, desde frutas e hortaliças até grãos e criação de animais, o que torna a agricultura familiar uma atividade econômica viável. 

No entanto, a agricultura familiar ainda enfrenta muitos desafios, como a falta de acesso a crédito, a falta de tecnologia e a falta de mercado para seus produtos. Além disso, muitos agricultores familiares têm dificuldade em se adaptar às mudanças climáticas e em lidar com os desafios do mercado globalizado. Quer saber mais sobre as vantagens e desvantagens? Continue lendo e confira!

O que caracteriza o modelo de Agricultura Familiar?

Trata-se do modelo de produção agrícola que envolve a participação de toda a família na gestão e no trabalho na propriedade. Como destacamos, é a agricultura familiar que supre uma parte significativa da produção de alimentos no mundo e é fundamental para o desenvolvimento social e econômico de muitas comunidades rurais. 

Nesse modelo, a propriedade é conduzida pelos próprios agricultores, que trabalham de forma direta na produção, utilizando técnicas e recursos disponíveis na sua própria realidade, com o objetivo de obter renda e sustentabilidade no campo. Essas técnicas podem ser o manejo agroecológico, utilização de sementes crioulas e o uso de tecnologias sociais, como cisternas e sistemas de irrigação por gotejamento.

As propriedades na agricultura familiar geralmente têm uma área de até quatro módulos fiscais, que varia de acordo com cada região do país. Essas propriedades são conduzidas pelos próprios agricultores e suas famílias, que trabalham diretamente na produção. Além disso, a diversidade de cultivos, com produção de alimentos, fibras e outras culturas também são uma característica importante quando falamos em agricultura familiar. 

Os agricultores procuram produzir uma variedade de culturas para garantir sua subsistência e renda ao longo do ano. Um de seus princípios é também a integração com a natureza, utilizando práticas que visam preservar o meio ambiente e os recursos naturais. Contribuindo assim para a conservação da biodiversidade e para a mitigação das mudanças climáticas.

Vantagens da Agricultura Familiar

A agricultura familiar apresenta diversas vantagens em relação a outros modelos de produção agrícola. Uma das principais é o papel social que ela desempenha, principalmente quando falamos no potencial para geração de empregos e renda para as famílias rurais (cerca de 10,5 milhões de pessoas segundo o Censo Agro de 2017). Dessa forma, torna-se um dos grandes fatores de contribuição para a fixação do homem no campo e para a redução da pobreza e da desigualdade social.

Além disso, é uma importante fonte de produção de alimentos saudáveis e sustentáveis. Os agricultores familiares tendem a ter um maior controle sobre o processo de produção, desde o plantio até a colheita, o que pode resultar em alimentos mais frescos e nutritivos. Além disso, muitos produtores utilizam práticas agrícolas mais sustentáveis, como o uso de adubos orgânicos e a rotação de culturas, o que pode reduzir os impactos ambientais da produção agrícola.

Outra vantagem da agricultura familiar é a sua capacidade de preservar a biodiversidade local e promover a conservação ambiental. Os pequenos agricultores costumam utilizar técnicas de produção que são mais amigáveis ao meio ambiente, como a rotação de culturas e o uso de adubos orgânicos, contribuindo para a sustentabilidade da produção agrícola.

Desvantagens da Agricultura Familiar

Apesar das suas grandes vantagens, a agricultura familiar também apresenta alguns “contras” que precisam ser considerados. Um deles é a falta de acesso a tecnologias e insumos modernos, o que pode limitar a produtividade e a competitividade dos pequenos agricultores.

Outro desafio enfrentado pela agricultura familiar é a falta de acesso a crédito e a políticas públicas de apoio, como assistência técnica, capacitação e acesso a mercados. Ainda de acordo com o Censo Agropecuário de 2017, mais de 80% dos estabelecimentos da agricultura familiar não têm acesso a crédito rural.

Além disso, a agricultura familiar também pode ser mais vulnerável a fatores climáticos e a crises econômicas, o que pode afetar significativamente a produção e a renda das famílias rurais.

O Papel do SEBRAE no apoio à Agricultura Familiar

O SEBRAE está ao lado de agricultores e pequenos produtores rurais nas mais diversas frentes. Disponibilizamos conteúdos exclusivos, consultorias especializadas e programas de capacitação focados no Agronegócio. Além disso, oferecemos suporte técnico e gerencial personalizado para pequenos agricultores, ajudando a aprimorar aspectos como técnicas de produção, gestão empresarial, marketing e até finanças.

Nosso objetivo é ajudar a identificar as necessidades de inovação e a desenvolver soluções tecnológicas personalizadas para melhorar a produtividade e competitividade dos pequenos agricultores. Melhorando assim, a gestão da propriedade rural e até auxiliando no acesso a novos mercados.

Temos especialistas prontos para ajudar a identificar as necessidades de inovação e a desenvolver soluções tecnológicas personalizadas para melhorar a produtividade e a competitividade dos pequenos agricultores. Precisa de ajuda? Conte com o SEBRAE! Conheça nossas soluções e aproveite os conteúdos clicando AQUI ou procure a unidade mais próxima.

Compartilhe

Sobre o autor

Ana Débora

Ana Débora

Graduada em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, especialista em Gestão de Pessoas e Marketing. Atua na Unidade de Soluções e Relacionamento e é gestora das Mídias Sociais do Sebrae/RN.

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.